Sexta-feira, 18 Agosto 2017
Últimas notícias
Casa » Fogos provocam 19 feridos em Abrantes e quatro na Mealhada

Fogos provocam 19 feridos em Abrantes e quatro na Mealhada

12 Agosto 2017
Fogos provocam 19 feridos em Abrantes e quatro na Mealhada

No âmbito da colaboração em missões de proteção civil, o Exército emitiu hoje um comunicado onde indica que já mobilizou os meios solicitados pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) para ajudar a combater o incêndio que deflagrou na Aldeia do Mato, concelho de Abrantes.

524 bombeiros, apoiados por 158 viaturas e oito meios aéreos estão a combater as chamas, que ainda não deram tréguas.

De acordo com o site da Autoridade da Proteção Civil, há oito fogos ativos, quatro em resolução e 28 em fase de conclusão.

No incêndio em Abrantes, temos um total identificado de 19 feridos leves, portanto nada de grave.

No distrito de Aveiro, o fogo que deflagrou na quinta-feira, pelas 12h30, no concelho de Mealhada sofreu esta quinta-feira uma reactivação, mantendo-se em curso.

As chamas, que tiveram origem na Aldeia do Mato, foram "tocando alguma aldeias" e colocando algumas habitações em risco.

"Seis aldeias foram evacuadas parcialmente, tendo cerca de 50 pessoas sido transferidas para locais mais seguros, como o Regimento de Apoio Militar de Emergência" (RAME), no Quartel Militar de Abrantes.

O incêndio de Abrantes está a ser combatido por 731 operacionais, apoiado por 240 veículos.

Por precaução e para facilitar os trabalhos dos bombeiros no terreno estão cortadas ao trânsito diversas vias, nomeadamente a Estrada Nacional (EN) 547-1 - Paúl/Senhora da Luz, a EN 358 Aldeia do Mato/Carvalhal, a Estrada Municipal (EM) 546 Carvalhal/Zona Industrial (ZI) de Abrantes, e a EM 544, que liga Aldeia do Mato e Abrançalha.

Segundo Patrícia Gaspar, as previsão meteorológicas, marcadas por altas temperaturas no centro do país e acompanhadas de ventos com rajadas fortes, não devem mudar nas próximas horas.

A responsável acrescentou que durante o dia de hoje vão ser contabilizados os danos dos incêndios, e adiantou que terão ardido alguns barracões, anexos e casas de arrumos, no fogo de Abrantes.